Sala moderna e colorida Cinema antigo vira edifício estilo escandinavo Bar de sobremesas
22/06/2016
Visita fábrica Duratex

Duratex-07

Quem nos acompanha pelo insta e snap (casadasamigas) viu que semana passada estivemos em Bauru-SP, a convite da Duratex, com mais um grupo de blogueiras (Decor Salteado, Midá e Remobília) para conhecer toda a fábrica, processo de produção, floresta e produtos da marca. No dia em que chegamos em Bauru, fomos jantar em um restaurante/bistrô lindo, super charmoso, pra conhecer o pessoal da Duratex que nos guiaria na visita no dia seguinte: o 3 grãos. Eles também possuem uma escola no restaurante, que é uma lindeza só!

Duratex-03

No outro dia, bem cedo, já saímos do hotel direto pra fábrica, que fica em Agudos, onde tivemos um bate papo para nos mostrarem todos os produtos da marca, além de falar sobre o processo produtivo que veríamos na fábrica. Como são muuuuuitos produtos, vamos falar em um outro post, em breve. O foco nesse momento foram os pisos laminados e vinílicos, e claro que nos fizeram colocar a mão na massa hahaha Mas adoramos, e instalamos os dois tipos de piso (laminado de clic e vinílico com cola), numa área reservada para quem vai lá fazer treinamento.

Duratex-03 Duratex-04 Duratex-05

As florestas são de Eucalipto, totalizando uma área de, pasmem: 270 mil hectares! Tudo bem que são em várias cidades diferentes. A floresta da fábrica de Agudos tem “apenas” 29,7 mil hectares. Primeiro vimos uma floresta recém plantada, estavam com 3 meses. Apenas o plantio das mudas é feito manualmente, os demais processos são todos com maquinários. O plantio é feito com 1,90m entre cada muda na mesma fila, e entre filas, a distância é de 3m, tendo assim um respiro para cada árvore. É importante observar que eles respeitam todas as leis, deixando 20% de florestas nativas, corredores ecológicos, para que os animais circulem entrem uma floresta e outra. O corte é feito quando a árvore tem 6 anos.

Duratex-01

Voltamos pra fábrica, colocamos nossos EPI’s e foi hora de conhecer tudo: desde o local de armazenamento das árvores já colhidas, passando por todo o processo: corte em menores tamanhos, já pré definidos pelo maquinário, os cavacos , que são secos a vapor e depois viram as fibras. A fábrica não produz poluentes, a única fumaça vista saindo da fábrica é esse vapor d’água, resultado da secagem dos cavacos. Para formar um painel de MDF, essas fibras criadas formam um enorme “colchão” de fibras, 40x maior do que a espessura final do painel, e são comprimidos 2x até chegar à espessura quase final, já que são lixados posteriormente para chegar à espessura necessária. Para serem comprimidas, as chapas são submetidas a temperaturas elevadas, 200ºC, e precisam ser resfriadas antes de serem armazenadas.

Duratex-06

Também visitamos o setor que faz o “desenho” nos pisos, que é feito com um papel que tem o desenho do piso, e levado a altas temperaturas, é prensado na chapa. Para os painéis, é utilizada apenas 1 camada superior e 1 inferior do papel; já para os pisos laminados, 1 camada inferior e 2 superiores, além da camada protetora. Para finalizar, todo o processo de embalagem dos produtos é feito ali mesmo, e já são armazenados nos pallets, prontos para serem entregues aos revendedores. Infelizmente por questões de segurança, não pudemos tirar fotos e nem filmar todo o processo, por isso esse loooongo texto pra tentar descrever pra vocês.

Antes de voltar pra SP, almoçamos no restaurante A Camponesa, uma delícia e super tradicional em Bauru. O lugar é super charmoso! Agradecemos à Duratex e também a A4&Holofote pelo convite, gostamos demais de conhecer a fábrica e todo o processo, nos mostrando como tudo é feito, além de toda a atenção que nos foi dada.

Duratex-08

avatar-03

Instagram ♥ Pinterest ♥ Facebook ♥ Twitter ♥ Youtube ♥ Bloglovin ♥ Snapchat: casadasamigas

♥ Nosso escritório: CDA projetos

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestGoogle+

0





© Casa das Amigas 2013, Todos os direitos reservados.
Design por Jessica Chan | Programação por Sara Silva